Custos no transporte rodoviário de passageiros e encomendas: estudo em uma empresa catarinense Outros Idiomas

ID:
37121
Resumo:
As empresas de transporte rodoviário de passageiros e encomendas, ao mesmo tempo em que enfrentam concorrência intermodal, operam sob o regime de concessões públicas com tarifas regulamentadas. Têm que aprimorar sua gestão para obter o retorno esperado de seus investimentos. Informações de custos podem subsidiar a tomada de decisão auxiliando na busca de vantagem competitiva nessas organizações. Assim, o objetivo desta pesquisa é apresentar uma abordagem para apuração dos custos em uma empresa de transporte rodoviário de passageiros e encomendas. Tratase de uma pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa, empregando estudo de caso único em uma empresa sediada em Santa Catarina. Analisou-se as características da empresa e da sua estrutura de operação e gastos, para definir uma metodologia de apropriação dos custos. Embora uma parcela dos gastos nas empresas desse ramo de atividade esteja diretamente relacionada aos veículos, devido ao porte dessa empresa e de suas decisões estratégicas, há uma estrutura de apoio com um montante substancial de custos indiretos e despesas, tratada com um método de custeio. Foi empregado neste estudo o custeio baseado em atividades. Foram geradas informações que a empresa poderá empregar na tomada de decisões de gestão, visando o alcance das metas de remuneração do capital empregado e à melhoria dos serviços prestados, melhorando, também, sua vantagem competitiva e o valor para o cliente final.
Citação ABNT:
ALVARENGA, P. S.; GASPARETTO, V.; LUNKES, R. J. Custos no transporte rodoviário de passageiros e encomendas: estudo em uma empresa catarinense. Revista Catarinense da Ciência Contábil, v. 14, n. 42, p. 25-40, 2015.
Citação APA:
Alvarenga, P. S., Gasparetto, V., & Lunkes, R. J. (2015). Custos no transporte rodoviário de passageiros e encomendas: estudo em uma empresa catarinense. Revista Catarinense da Ciência Contábil, 14(42), 25-40.
DOI:
10.16930/2237-7662/rccc.v14n42p25-40
Link Permanente:
http://spell.org.br/documentos/ver/37121/custos-no-transporte-rodoviario-de-passageiros-e-encomendas--estudo-em-uma-empresa-catarinense/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES TERRESTRES - ANTT. Manual de contabilidade do serviço público de transporte rodoviário interestadual e internacional de passageiros. Disponível em: . Acesso em 05 maio2010.

BLOCHER, E.; CHEN, K.; COKINS, G.; LIN, T. Gestão estratégica de custos. São Paulo: McGraw-Hill, 2007.

BOKAR, Zoltán. Cost drivers in transport and logistics (research article). Periodica polytechnic, v. 38, n. 1, p. 13-17, 2010. Disponível em: . Acesso em 05 maio 2010.

BORNIA, Antonio Cezar. Análise gerencial de custos em empresas modernas. Porto Alegre: Brookman, 2002.

BRASIL. Decreto nº 2.521, 20 de março de 1998. Dispõe sobre a exploração, mediante permissão e autorização, de serviços de transporte rodoviário interestadual e internacional de passageiros e dá outras providências. Brasília-DF, 20 mar.1998. Disponível em: . Acesso em 19 mar. 2010. 1998.

BRASIL. Lei nº 10.233, de 5 de junho de 2001. Dispõe sobre a reestruturação dos transportes aquaviário e terrestre, cria o Conselho Nacional de Integração de Políticas de Transporte, a Agência Nacional de Transportes Terrestres, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários e o Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes, e dá outras providências. Brasília-DF, 5 jun. 2001. Disponível em: . Acesso em: 19 mar. 2010. 2001.

BRASIL. Lei nº 8.987, de 13 de fevereiro de 1995. Dispõe sobre o regime de concessão e permissão da prestação de serviços públicos previsto no art.175 da Constituição Federal, e dá outras providências. Brasília-DF, 13 fev.1995. Disponível em: . Acesso em: 19 mar. 2010. 1995.

CASTRO, Newton. Transporte rodoviário de passageiros: estrutura, desempenho e desafios regulatórios. Faculdade de Administração da UFRJ. Rio de Janeiro, março. 2003. Disponível em: . Acesso em: 19 mar. 2010. 2003.

COLAUTO, Douglas R.; BEUREN, Ilse M. Coleta, análise e interpretação dos dados. In: BEUREN, Ilse M. Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2006. p. 117-144.

GARRISON, Ray H.; NOREEN, Eric W. Contabilidade gerencial. 9. ed. São Paulo: LTC, 2001.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas em pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

GUERREIRO, Reinaldo; CORNACHIONE JR.; Edgard B.; SOUTES, Dione O. A utilização de artefatos modernos de contabilidade gerencial por empresas brasileiras. In: EnANPAD, 34.; 2010, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2010.

HANSEN, Don R.; MOWEN, Maryanne M. Gestão de custos: contabilidade e controle. São Paulo: Pioneira, 2003.

HANSEN, Don R.; MOWEN, Maryanne M. Gestão de custos: contabilidade e controle. São Paulo: Pioneira, 2003.

KAPLAN, Robert S.; COOPER, Robin. Custo e desempenho: administre seus custos para ser mais competitivo. Tradução por O. P. Traduções. São Paulo: Futura, 1998. Tradução de: Cost and effect.

KAPLAN, R. S.; ANDERSEN, S. R. Custeio Baseado em Atividade e Tempo: Time-Driwen Activity-Based Costing. Tradução: Afonso Celso da Cunha Serra. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.

LEONE, George S Guerra. Curso de contabilidade de custos. São Paulo: Editora Atlas S. A.; 1997.

MAJID, Jamaliah Abdul; SULAIMAN, Maliah. Implementation of activity based costing in Malaysia: A case study of two companies. Asian Review of Accounting, v. 16, n. 1, p. 39-55, 2008.

MARTINS, Eliseu. Contabilidade de custos. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

MILLER, Jeffrey G.; VOLLMANN, Thomas E. The hidden factory. Harvard Business Review, p. 142-150, Sept./Oct. 1985.

NTC (Associação Nacional de Transporte de Cargas). Manual de cálculo de custos e formação de preços do transporte rodoviário de cargas. São Paulo: NTC, 2001.

POPESKO, Boris Petra; NOVÁK. Activity-Based Costing Application in an Urban Mass Transport Company. Journal of Competitiveness [online]. v. 2011, n. 4, p. 51-65. 2011. Disponível em: .

RAUPP. Fabiano M.; BEUREN, Ilse M. Metodologia da pesquisa aplicável às ciências sociais. In: BEUREN, Ilse M. Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2006. p. 76-97.

REIS, Neuto Gonçalves. Administração e operação de frotas. In: Curso de capacitação em administração de transportes. São Paulo: NTC, 2004.

RICHARDSON, Roberto J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

SHANK, John.; GOVINDARAJAN, Vijay. A Revolução dos custos como reinventar e redefinir sua estratégia de custos para vencer em mercados crescentemente competitivos. 2. ed. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

VALENTE, Amir Mattar; PASSAGLIA, Eunice; NOVAES, Antonio Galvão. Gerenciamento de transporte e frotas. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2003.