Estética e mercadoria-trabalho: Uma incursão pela Revista Exame à luz das categorias estéticas de Georg Lukács Outros Idiomas

ID:
41550
Resumo:
No presente artigo são tratadas as propriedades estéticas da mercadoria-trabalho encontradas na Revista Exame. Primeiramente, é feita a distinção entre a mercadoria e a mercadoria-trabalho. Em seguida, são relacionadas as categorias trabalho e cotidiano e as formas reflexo da ciência e reflexo da arte, de acordo com o livro Estética I, de Georg Lukács. Ainda de acordo com essa obra, também são trabalhadas as formas abstratas de reflexo estético: ritmo, simetria e proporção, e ornamentação. Logo após, mostra-se como essas formas abstratas de reflexo estético (ou “propriedades estéticas”) são reconvertidas à mercadoria-trabalho para a valorização dela. Termina-se o artigo com a análise das reportagens contidas na Revista Exame para averiguar como essas categorias se fazem presentes.
Citação ABNT:
TOLEDO, D. A. C.; LIMA, O.; CARRIERI, A. P. Aesthetics and commodity-labor: Analysis of the Lukacsian aesthetic properties in business magazines – the Exame magazine . Revista de Administração, v. 51, n. 2, p. 137-150, 2016.
Citação APA:
Toledo, D. A. C., Lima, O., & Carrieri, A. P. (2016). Aesthetics and commodity-labor: Analysis of the Lukacsian aesthetic properties in business magazines – the Exame magazine . Revista de Administração, 51(2), 137-150.
DOI:
10.5700/rausp1230
Link Permanente:
http://spell.org.br/documentos/ver/41550/estetica-e-mercadoria-trabalho--uma-incursao-pela-revista-exame-a-luz-das-categorias-esteticas-de--georg-lukacs-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Inglês