Negociação com informação privilegiada e retorno das ações na BM&FBOVESPA Outros Idiomas

ID:
42926
Resumo:
No Brasil, conforme a Lei nº 10.303/2001, o uso indevido de informação privilegiada no mercado acionário é crime. Contudo, na literatura, é possível encontrar estudos que apontam a existência de negociações com informação privilegiada nesse mercado (BOPP, 2003; BARBEDO, SILVA, LEAL, 2009). Por isso, este estudo tem o objetivo de investigar a probabilidade de negociação com informação privilegiada (PIN) na negociação de ações na BM&FBOVESPA, buscando identificar sua relação com o retorno dessas ações. Com base nas Teorias dos Mercados Eficientes e da Agência, foram analisadas 198 ações durante o ano de 2011. Por meio do modelo de mensuração de assimetria de informação de Easley, Hvidkjaer e O’Hara (2002), a PIN foi estimada e relacionada ao retorno das ações por meio do modelo de Fama e MacBeth (1973) ajustado. Os resultados indicam que há 22,9% de probabilidade de terem ocorrido negociações com informação privilegiada, que os segmentos com maiores exigências de governança reúnem as ações com menor assimetria e que um aumento de 10,0% na PIN leva a um aumento de 8,0% no retorno das ações.
Citação ABNT:
MARTINS, O. S.; PAULO, E.; ALBUQUERQUE, P. H. M. Negociação com informação privilegiada e retorno das ações na BM&FBOVESPA. Revista de Administração de Empresas, v. 56, n. 5, p. 350-362, 2016.
Citação APA:
Martins, O. S., Paulo, E., & Albuquerque, P. H. M. (2016). Negociação com informação privilegiada e retorno das ações na BM&FBOVESPA. Revista de Administração de Empresas, 56(5), 350-362.
DOI:
http://dx.doi.org/10.1590/S0034-75902013000400003
Link Permanente:
http://spell.org.br/documentos/ver/42926/negociacao-com-informacao-privilegiada-e-retorno-das-acoes-na-bm-fbovespa/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português