Práticas de Disclosure Econômico e Socioambiental nas Maiores Empresas do Brasil Outros Idiomas

ID:
44457
Resumo:
O presente estudo tem por objetivo principal investigar as práticas de evidenciação sob o enfoque da sustentabilidade nas maiores empresas do país, com base nas diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI). Adicionalmente, verifica-se o disclosure levando em conta a natureza das atividades das empresas em relação ao seu potencial de impacto ambiental, conforme disposição da lei n. 10.165/2000. Para tanto, procedeu-se uma pesquisa qualitativa com Análise de Conteúdo dos relatórios de sustentabilidade de 33 empresas que publicaram relatórios modelo GRI no período 2009-2010. Os resultados mostraram um elevado nível de disclosure, destacando-se as empresas com alto potencial de poluição. Além disso, percebeu-se que os indicadores sociais são os que mais proporcionam às empresas a oportunidade de discursar acerca de suas práticas voltadas para os colaboradores e a sociedade, ao passo que os indicadores econômicos e os ambientais se revelaram mais objetivos, sendo geralmente apresentados em forma de ilustrações. Identifica-se a busca das empresas pela sua legitimidade no mercado, já que é por meio da divulgação dessas informações que expõem suas principais medidas voltadas para a melhoria de vida das pessoas, bem como para a preservação do meio ambiente, afetando diretamente a sua imagem perante os stakeholders.
Citação ABNT:
CARDOSO, V. I. C.; LUCA, M. M. M.; ALMEIDA, T. A. Práticas de Disclosure Econômico e Socioambiental nas Maiores Empresas do Brasil . Revista de Administração da UFSM, v. 9, n. 1, p. 156-173, 2016.
Citação APA:
Cardoso, V. I. C., Luca, M. M. M., & Almeida, T. A. (2016). Práticas de Disclosure Econômico e Socioambiental nas Maiores Empresas do Brasil . Revista de Administração da UFSM, 9(1), 156-173.
DOI:
10.5902/19834659 9778
Link Permanente:
http://spell.org.br/documentos/ver/44457/praticas-de-disclosure-economico-e-socioambiental-nas-maiores-empresas-do-brasil-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AL-TUWAIJRI, S. A.; CHRISTENSEN, T. E.; HUGHES II, K. E. The relations among environmental disclosure, environmental performance, and economic performance: a simultaneous equations approach. Accounting, Organizations and Society, v. 29, n. 5/6, p. 447471, 2004.

ANTUNES, David. Externalidades negativas sobre o meio ambiente. Revista de Ciências Gerenciais, v. 8, n. 18, 2009.

ASBAHR, Péricles. A responsabilidade socioambiental da indústria química. In: SEMINÁRIO SOBRE SUSTENTABILIDADE, 2.; 2007, Curitiba. Anais... Curitiba: Centro Universitário Franciscano – FAE, 2007. Disponível em: . Acesso em: 19 mar. 2007.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 3. ed. Lisboa: Edições 70, 2004.

BENITES, L. L. L.; POLO, E. F. A sustentabilidade como ferramenta estratégica empresarial: governança corporativa e aplicação do Triple Bottom Line na Masisa. Rev Adm UFSM, v. 6, Edição Especial, p. 195-210, 2013.

BRAMMER, Stephen; PAVELIN, Stephen. Factors influencing the quality of corporate environmental disclosure. Business Strategy and the Environment, v. 17, p. 120-136, 2008.

BRASIL. Lei nº 10.165, de 27 de dezembro de 2000. Altera a lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981, que dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília, 27 de dezembro de 2000. Disponível em: . Acesso em: 17 mar. 2000.

BROWN, H. S.; JONG, M.; LEVY, D. L. Building institutions based on information disclosure: lessons from GRI’s sustainability reporting. Journal of Cleaner Production, v. 17, p. 571-580, 2009.

CALIXTO, Laura; BARBOSA, Ricardo Rodrigues; LIMA, Marilene Barbosa. Disseminação de informações ambientais voluntárias: relatórios contábeis versus internet. Revista Contabilidade & Finanças, v. 18, p. 84-95, 2007. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2007. CAMPBELL, David. Intra-and intersectoral effects in environmental disclosures: evidence for legitimacy theory? Business Strategy and the Environment, v. 12, p. 357-371, 2003.

CAMPOS, L M de S.; SEHNEM, S.; OLIVEIRA, M de A. S.; ROSSETTO, A. M.; COELHO, A L de A. L.; DALFOVO, M. S. Relatório de sustentabilidade: perfil das organizações brasileiras e estrangeiras segundo o padrão da Global Reporting Initiative. Gest Prod, v. 20, n. 4, p. 913-926, 2013.

CARDOSO, V I da C.; DE LUCA, M. M. M.; LIMA, G. A. S. F.; VASCONCELOS, A. C. de. Reputação corporativa nas empresas brasileiras: uma questão relevante para o desempenho empresarial? Revista Contemporânea de Contabilidade, v. 10, n. 21, p. 115-136, set./dez. 2013.

CHO, C. H.; PATTEN, D. M. The role of environmental disclosures as tools of legitimacy: a research note. Accounting, Organizations and Society, v. 32, p. 639-647. 2007.

CIOFI, José Leandro. Uma investigação do nível de sustentabilidade das companhias de papel e celulose e a influência das informações financeiras sobre a qualidade da divulgação socioambiental. 2010. 104 p. Dissertação (Mestrado em Controladoria e Contabilidade) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, 2010.

COELHO, Michele Queiroz. Indicadores de performance para projetos sociais: a perspectiva dos stakeholders. Alcance, v. 11, n. 3, p. 423-444, 2004.

CONSULTORIA DELOITTE. Lei Sarbanes-Oxley: guia para melhorar a governança corporativa através de eficazes controles internos. 2003. Disponível em: . Acesso em: 19 jun. 2003.

COSTA, C. A. G. DA. Contabilidade Ambiental: mensuração, evidenciação e transparência. São Paulo: Atlas, 2012.

DEEGAN, C.; BLOMQUIST, C. Stakeholder influence on corporate reporting: an exploration of the interaction between WWFAustralia and the Australian minerals industry. Accounting, Organizations and Society, v. 31, p. 343-372, 2006.

DELAI, I.; TAKAHASHI, S. Uma proposta de modelo de referência para mensuração da sustentabilidade corporativa. Revista de Gestão Social e Ambiental, v. 2, n. 1, p. 19-40, 2008.

FARIAS, Kelly Teixeira Rodrigues; RIBEIRO, Maísa de Souza. A relação entre divulgação ambiental, desempenho ambiental e desempenho econômico nas empresas brasileiras de capital aberto: uma pesquisa utilizando equações simultâneas. In: IAAERANPCONT, 3.; 2009, São Paulo. Anais... São Paulo: Anpcont, 2009.

FARIAS, K. T. R. A relação entre a divulgação ambiental, desempenho ambiental e desempenho econômico nas empresas brasileiras de capital aberto: uma pesquisa utilizando equações simultâneas. 2008. 189 p. Dissertação (Mestrado em Controladoria e Contabilidade) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo. 2008.

GOMES JUNIOR, S. F.; GOMES, A. R. As Vantagens da Sustentabilidade Empresarial. Revista Inovação, Gestão e Produção - INGEPRO, v. 02, n. 06, agosto. 2010.

GRI.Global Reporting Initiative. Diretrizes para relatórios de sustentabilidade 2006. Disponível em: . Acesso em: 15 jun.2012.

HOPWOOD, A. G. Accounting and environment. Accounting, Organizations and Society, v. 34, p. 433-439. 2009.

HOSSAIN, M.; ISLAM, K.; ANDREW, J. Corporate social and environmental disclosure in developing countries: evidence from Bangladesh. Working paper. Faculty of Commerce, University of Wollongong, p. 1-24, 2006.

INSTITUTO ETHOS. Nd. Disponível em . Acesso em: 17 jun.2012.

ISLAM, M. A.; DEEGAN, C. Motivations for an organization within a developing country to report social responsibility information: evidence from Bangladesh. Accounting, Auditing & Accountability Journal, v. 21, n. 6, p. 850-868, 2008.

KAENZIG, Josef et al. Using life cycle approaches to enhance the value of corporate environmental disclosures. Business Strategy and the Environment, v. 54, n. 20, p. 38-54, 2011.

LIMA, Gerlando Augusto Sampaio de. Utilização da teoria da divulgação para avaliação da relação do nível de disclosure com o custo da dívida das empresas brasileiras. 2007. 118 f. Tese (Doutorado em Contabilidade e Controladoria) – Curso de Pós-Graduação em Contabilidade e Controladoria, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo. Disponível em: . Acesso em: 14 jun. 2007.

MACHADO, Márcio A. V.; MACHADO, Márcia R.; CORRAR, Luiz João. Desempenho do índice de sustentabilidade empresarial (ISE) da Bolsa de Valores de São Paulo. Revista Universo Contábil, v. 5, n. 2, p. 24-38, abr./jun. 2009.

MACHADO, M. R.; NASCIMENTO, A. R.; MURCIA, F. Dal-Ri. Análise crítica – epistemológica da produção científica em contabilidade social e ambiental no Brasil. In: CONGRESSO USP CONTROLADORIA E CONTABILIDADE. Anais Eletrônicos... São Paulo: Universidade de São Paulo, 2009. Disponível em: . Acesso em: 3 maio 2012. 2009.

MAC-KNIGHT, V.; YOUNG, C. E. F. Custo da poluição gerada pelos ônibus urbanos na RMSP. In: Encontro Nacional de Economia, 34. 2006, Salvador. Disponível em: . Acesso em: 19 jun. 2006.

MILANI, B.; RIGHI, M. B.; CERETTA, P. S.; DIAS, V da V. Práticas de sustentabilidade, governança corporativa e responsabilidade social afetam o risco e o retorno dos investimentos? Revista de Administração da UFSM, Santa Maria, v. 5, Edição Especial, p. 667-682, 2012.

MORAIS NETO, S.; PEREIRA, M. F.; MACCARI, E. A. Classificando ações de sustentabilidade: uma análise de conteúdo de entrevistas de líderes. Revista de Administração da UFSM, v. 5, n. 1, p. 110-125, 2012.

MURCIA, Fernando Dal-Ri et al. ‘Disclosure verde’ nas demonstrações contábeis: características da informação ambiental e possíveis explicações para a divulgação voluntária. Revista UnB Contábil, v. 11, n. 1-2, p. 260-278, jan./dez. 2008.

NORMAN, Wayne; MaCDONALD, Chris. Getting to the Bottom of “Triple Bottom Line”. Virginia, EUA: Business Ethics Quarterly, 2003.

NOSSA, Valcemiro. Disclosure ambiental: uma análise do conteúdo dos relatórios ambientais de empresas do setor de papel e celulose em nível internacional. 2002. 249 f. Tese (Doutorado em Contabilidade e Controladoria) – Curso de Pós-Graduação em Contabilidade e Controladoria, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo. Disponível em: . Acesso em: 10 maio 2012. 2002.

OLIVEIRA, A. F. de; MACHADO, D. G.; BEUREN, I. M. Evidenciação ambiental de empresas de setores potencialmente poluidores listadas no índice de sustentabilidade empresarial (ISE). Revista de Gestão Social e Ambiental – RGSA, v. 6, n. 1, p. 20-37, jan./abril. 2012.

PARSA, Sepideh; KOUHY, Reza. Disclosure of social information by UK companies: a case of legitimacy theory. Global business & economics review, 2001.

PINSKY, V. C.; DIAS, J. L.; KRUGLIANSKAS. Gestão estratégica da sustentabilidade e inovação. Rev Adm UFSM, v. 6, n. 3, p. 465-480, 2013.

RIBEIRO, M. S. et al. Responsabilidade socioambiental no setor de papel e celulose. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 33.; 2009, São Paulo. Anais... São Paulo, 2009.

RICHARDSON, Roberto J. et al. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas, 2009.

RODRIGUES, Maria Cecília Prates. Avaliação da gestão social nas empresas: desafios e possibilidades. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 29.; 2005, Brasília. Anais... Brasília: Anpad, 2005.

ROVER, S.; MURCIA, F. D.; BORBA, J. A.; VICENTE, E. F. R. Divulgação de informações ambientais nas demonstrações contábeis: um estudo exploratório sobre o disclosure das empresas brasileiras pertencentes a setores de alto impacto ambiental. Revista de Contabilidade e Organizações, v. 2, n. 3, p. 53-72, 2008.

ROVER, S.; MURCIA, F. D. R. Influência do disclosure voluntário econômico e socioambiental no custo de capital próprio de empresas brasileiras. In: CONGRESSO ANPCONT, 4.; 2010, Natal. Anais... Natal: Anpcont, 2010.

ROVER, Suliani; BORBA, José Alonso; MURCIA, Fernando Dal-Ri. Características do disclosure ambiental de empresas brasileiras potencialmente poluidoras: análise das demonstrações financeiras e dos relatórios de sustentabilidade do período de 2005 a 2007. Contextus – Revista Contemporânea de Economia e Gestão, v. 7, n. 1, p. 23-36, jan./jun. 2009.

SAMPAIO, M. S. et al. Evidenciação de informações socioambientais, teoria da legitimidade e isomorfismo: um estudo com mineradoras brasileiras. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CUSTOS, 17.; 2010, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: CBC, 2010.

SPENCE, Crawford. Social and environmental reporting and the corporate ego. Business Strategy and the Environment, v. 18, p. 254-265, 2009.

STANNY, Elizabeth; ELY, Kirsten. Corporate environmental disclosures about the effects of climate change. Corporate Social Responsibility and Environmental Management, v. 15, p. 338-348, 2008.

STROBEL, Juliana S.; CORAL, Eliza; SELIG, Paulo M. Indicadores de sustentabilidade corporativa: uma análise comparativa. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 28.; 2004, Curitiba. Anais... Curitiba: Anpad, 2004.