Microeconomia e meio ambiente: análise de fundamentos microeconômicos inerentes à gestão ambiental nas organizações Outros Idiomas

ID:
5153
Resumo:
A pesquisa que se segue objetiva apresentar certos fundamentos da microeconomia passíveis de aplicação e análise na gestão ambiental das empresas. Inicialmente realiza-se uma revisão sobre os conceitos e fundamentos microeconômicos, como a curva de possibilidade de produção, custos de poluição e de controle, benefícios e custos totais e marginais e teoria dos jogos; sendo, posteriormente, abordadas suas possíveis influências, inclusive com exercícios hipotéticos para compreensão da aplicabilidade dos fundamentos. Importante salientar que, na abordagem da teoria dos jogos, demonstra-se a justificativa da ação das agências reguladoras como órgãos de implementação de controles ambientais nas empresas. As ferramentas aqui abordadas são consideradas sob o aspecto teórico, mas permitem uma posterior aplicação nos processos gerenciais, na busca por tecnologias produtivas verdes e por certificações específicas. A pesquisa utiliza como metodologia o método dedutivo, buscando da teoria geral da microeconomia uma aplicação específica na gestão ambiental e, como procedimento técnico, utiliza a pesquisa bibliográfica. Verifica-se, assim, a consolidação da aplicabilidade da teoria microeconômica nos aspectos da gestão ambiental empresarial, principalmente pelo fato de que a questão ambiental atualmente influencia diretamente o planejamento estratégico das organizações.
Citação ABNT:
PORTUGAL JR, P. D. S.; PORTUGAL, N. D. S. Microeconomia e meio ambiente: análise de fundamentos microeconômicos inerentes à gestão ambiental nas organizações. Revista de Administração da UFSM, v. 3, n. 3, art. 7, p. 393-410, 2010.
Citação APA:
Portugal Jr, P. D. S., & Portugal, N. D. S. (2010). Microeconomia e meio ambiente: análise de fundamentos microeconômicos inerentes à gestão ambiental nas organizações. Revista de Administração da UFSM, 3(3), 393-410.
Link Permanente:
http://spell.org.br/documentos/ver/5153/microeconomia-e-meio-ambiente--analise-de-fundamentos-microeconomicos-inerentes-a-gestao-ambiental-nas-organizacoes/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
CÉSAR, Rogério. A economia e o meio ambiente. 2008. 23 slides. Nivelamento do PRODEMA: Macroeconomia. 2008.

CHEN, Chia-Hui. Chap 16: Why markets fail? In: CHEN, Chia-Hui. Principles of microeconomics. Massachusetts: MIT, 2007. Disponível em: < http://ocw.mit.edu>. Acesso em: 31 dez. 2008.

COMUNE, Antônio Evaldo. Meio ambiente, economia e economistas: uma breve discussão. In: MAY, Peter Herman; MOTTA, Ronaldo Serôa da (Org.). Valorando a natureza: análise econômica para o desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro: Campus, 1993. p. 45-59.

DONAIRE, Denis. Gestão ambiental na empresa. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

GARÓFALO, Gílson de Lima. Considerações sobre a microeconomia. In: PINHO, Diva Benevides; VASCONCELLOS, Marco A. Sandoval de. Manual de economia: equipe de professores da USP. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 1998. p. 69-80.

GIL, Antônio Carlos. Técnicas de pesquisa em economia. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1991.

GONÇALVES, Gabrielle Leonel. Economia e meio ambiente: a valoração econômica e sua contribuição para o desenvolvimento sustentável. 2006. 54 f. Monografia (Graduação em Ciências Econômicas)–Faculdade Cenecista de Varginha, Varginha, 2006.

GREMAUD, Amaury Patrick; BRAGA, Márcio Bobick. Teoria dos jogos: uma introdução. In: PINHO, Diva Benevides; VASCONCELLOS, Marco A. Sandoval de. Manual de economia: equipe de professores da USP. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 1998. p. 243-260.

HANLEY, Nick; SPASH, Clive L. Cost-benefit analysis and the environment. England: Edward Elgar, 1993.

HO, Teck Hua; WEIGELT, Keith. Teoria dos jogos e estratégia competitiva. In: DAY, George; REIBSTEIN, David. A dinâmica da estratégia competitiva. Rio de Janeiro: Campus, 1999. p. 135-158.

MANSFIELD, Edwin; YOHE, Gary. Microeconomia. 11. ed. São Paulo: Saraiva, 2006.

MOTTA, Ronaldo Serôa da. Análise de custobenefício do meio ambiente. In: MARGULLIS, Sérgio (Org.). Meio ambiente: aspectos técnicos e econômicos. Rio de Janeiro: IPEA, 1990. p. 109134.

MOTTA, Ronaldo Serôa da. Economia ambiental. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

MUNHOZ, Dércio Garcia. Economia aplicada: técnicas de pesquisa e análise econômica. Brasília: UnB, 1989.

NOGUEIRA, Jorge Madeira; MEDEIROS, Marcelino Antônio Asano de; ARRUDA, Flávia Silva Tavares de. Valoração econômica do meio ambiente: ciência ou empirismo? In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA PARA O PROGRESSO DA CIÊNCIA (SBPC), 50., 1998, Natal. Anais eletrônicos... Brasília. Disponível em: . Acesso em: 08 mar. 2007.

PINDYCK, Robert S; RUBINFELD, Daniel L. Microeconomia. 6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005.

PONDÉ, João Luiz S. P. de. Coordenação, custos de transação e inovações institucionais. Texto para discussão IE Unicamp n. 38. Campinas, 1994.

ROSSETTI, José Paschoal. Introdução à economia. 20. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

SEIFFERT, Nelson Frederico. Uma contribuição ao processo de otimização do uso dos recursos ambientais em microbacias hidrográficas. 1996. 150 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção)–Centro Tecnológico da Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1996.

VASCONCELLOS, Marco Antônio Sandoval de; GARCIA, Manuel Enriquez. Fundamentos de Economia. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2005.