A finalidade da avaliação de empresas, no Brasil, apresenta viés? Evidências empíricas sob o ponto de vista do desempenho econômico-financeiro Outros Idiomas

ID:
9883
Resumo:
O objetivo da pesquisa é investigar e avaliar se, na média, a finalidade da avaliação causa viés nas projeçõesde desempenho econômico-financeiro feitas pelas empresas brasileiras, em laudos de avaliação e, se são aderentes ao longo do tempo.Foi estabelecido um conjunto de 10 variáveis que evidenciam o desempenho econômico-financeiro. A partir disso, foram levantadas as projeções dessas variáveis nos laudos de avaliação de empresas com o objetivo de Oferta Pública de Aquisição de Ações (OPAs) no período de 2002 a 2008, e comparadas às realizadas ao longo de até dois períodos após o processo de avaliação. Foram realizados testes de médias, em amostras emparelhadas, com aplicação do teste paramétrico t_Student ou o teste não paramétrico de Wilcoxon. Os resultados demonstram que a finalidade da avaliação voluntária mostrou viés do desempenho econômico-financeiro superavaliado, enquanto os laudos de avaliação com a finalidade de cancelamento de registro não mostram subavaliação do desempenho.
Citação ABNT:
CUNHA, M. F.; MARTINS, E.; ASSAF NETO, A. A finalidade da avaliação de empresas, no Brasil, apresenta viés? Evidências empíricas sob o ponto de vista do desempenho econômico-financeiro. Contabilidade Vista & Revista, v. 23, n. 3, p. 15-47, 2012.
Citação APA:
Cunha, M. F., Martins, E., & Assaf Neto, A. (2012). A finalidade da avaliação de empresas, no Brasil, apresenta viés? Evidências empíricas sob o ponto de vista do desempenho econômico-financeiro. Contabilidade Vista & Revista, 23(3), 15-47.
Link Permanente:
http://spell.org.br/documentos/ver/9883/a-finalidade-da-avaliacao-de-empresas--no-brasil--apresenta-vies--evidencias-empiricas-sob-o-ponto-de-vista-do-desempenho-economico-financeiro/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ANDERSON, Mark. C. et al. Are Selling, General and Administrative Costs “Sticky”?Journal of Accounting Research, v. 41, n. 1, Mar. 2003.

ARMSTRONG, J. Scott. Findings from evidence-based forecasting: Methods for reducing forecast error. InternationalJournalofForecasting,v.22, p. 583-598, 2006.

ASSAF NETO, Alexandre. Contribuição ao estudo da avaliação de empresas no Brasil – uma aplicação prática. Ribeirão Preto, 2003. Tese (Livre-Docência). Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

ASSAF NETO, Alexandre. Estrutura e análise de balanços: um enfoque econômico-financeiro. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

BICKEL, Peter J.; DOKSUM, Kjell A. Mathematical statistics:basic ideas and selected topics.v.1, 2.ed. Holden-Day, Inc., 1977.

BRASIL. Lei nº 6.404, de 15/12/1976. Dispõe sobre as sociedades por ações. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L6404consol.htm>. Acesso em: 6 jun. 2011. ASSAF NETO, Alexandre. Instrução CVM nº 361, de 05/03/2002. Dispõe sobre o procedimento aplicável às ofertas públicas de aquisição de ações de companhia aberta. Disponível em: . Acesso em: 22 jun. 2010.

CERVO, Amado Luiz et al. Metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

COPELAND, Tom et al. Avaliação de empresas – valuation:calculando e gerenciando o valor das empresas. 3. ed.São Paulo: Pearson Makron Books, 2002.

DAMODARAN, Aswath. Avaliação de empresas. 2. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

DAMODARAN, Aswath. Valuation approaches and metrics: a survey of the theory and evidence.Stern School of Business, 2006.Disponívelem: . Acesso em: 13 abr. 2011.

FÁVERO, Luiz Paulo L. et al. Análise de dados: modelagem multivariada para tomada de decisões. São Paulo: Campus, 2009.

GHOSH, Aloke. Does operating really improve following corporate acquisitions?Journalof Corporate Finance, v. 7, p. 151-178, 2001.

GIL, Antonio Calos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GORDON, Myron; SHAPIRO, Eli.Capital equipment analysis: the required rate of profit.Management Science, p. 102-110, Oct/1956.

HEALY, Paul M. et al. Does corporate performance improve after mergers?Journal of Financial Economics, v. 31, p. 135-175, 1992.

HEALY, Paul M.; PALEPU, Krishna G. Information asymmetry, corporate disclosure, and the capital markets: A review of the empirical disclosure literature. Journal of Accounting & Economics, v. 31, p. 405-440, 2001.

JAMES, Mimi; KOLLER, Timothy M. Valuation in Emerging Markets.The McKinsey Quarterly, n. 4, p. 78-85, 2000.

JENSEN, Michael C.; MECKLING, Willian H. Theory of the firm: managerial behavior, agency costs and ownership structure. Journal of Financial Economics, v. 3, n. 4, p. 305-360, Oct. 1976.

KAPLAN, Steven.The effect of management buyouts on operating performance and value.Journalof Financial Economics, v. 24, p. 217-254, 1989.

MARÔCO, João. Análise estatística com o PASW statistics. ReportNumber, Pêro Pinheiro, 2010.

MARTINS, Eliseu. Aspectos do lucro e da alavancagem financeira no Brasil. São Paulo, 1979. Tese (Livre-Docência) – Programa de Pós-Graduação em Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo.

MARTINS, Eliseu. (Org) et al.Avaliação de empresas:da mensuração contábil à econômica. São Paulo: Atlas, 2001.

MARTINS, Gilberto de Andrade; THEÓPHILO, Carlos Renato. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

PALEPU, Krihsna G.; HEALY, Paul M. Business analysis & valuation:using financial statements. 4nd ed. Mason: South-Western, 2004.

PINHEIRO, A. C. Impactos microeconômicos da privatização no Brasil. Pesquisa e Planejamento Econômico – IPEA, v. 26, n. 3, p. 357-98, Dez./1996.

RIEG, Robert. Do forecasts improve over time? A case study of the accuracy of sales forecasting at a German car manufacturer.International Journal of Accounting and Information Management, v. 18, n. 3, p. 220-236, 2010.

SANTOS, Izequias Estevam dos. Métodos e técnicas de pesquisa científica. 4. ed. Rio de Janeiro: Impetus, 2003.

SOUTES, Dione Olesczuk et al.Métodos de avaliação utilizados pelos profissionais de investimentos.Revista UnB Contábil, v. 11, n. 1-2, p.1-17, jan.-dez./2008.

TRIOLA, Mario F. Introdução à estatística. 7. ed. Rio de Janeiro: LTC, 1999.

VERRECCHIA, Robert E. Essays on disclosure. Journal of Accounting and Economics,v. 32, p. 97-180, 2001.

YOUNG, David S.; O’BYRNE, Stephen F. EVA and value-based-management:a practical guide to implementation. New York: McGraw Hill, 2001.